Nota

Viagem

Estava no ônibus que passa na consolação e vai até dentro da USP. Era tempo de maluquice, sair de Cotia bem cedinho – eu e meu pai nos denominávamos “madrugadores da Granja”, pra ir pra São Paulo. Aulas pela manhã no curso de Letras do Mackenzie, almoço lá mesmo e ônibus pra USP, aula das 14h às 18h do curso de História.

Estava sentada na parte da frente, segunda fila, assento da janela. Uma senhorinha entra carregando uma mala bem, bem grande, com alguma dificuldade. Ela senta-se ao meu lado, coloca a mala no espaço em frente ao assento e levemente encolhe as pernas.

“Eu vou viajar” – ela me diz, com orgulho, olhando pra mala.

“É a primeira vez que vou visitar os meus parentes, está tudo certo, combinei com a patroa” – eu sorrio, olho pra ela e olho pra mala.

Seguimos o resto da viagem em silêncio – mas não foi um silêncio constrangedor. Foi um silêncio em que eu tinha a certeza de que ela se imaginava viajando com sua mala nova, visitando os parentes, pela primeira vez.

 

Anúncios

Um comentário sobre “Viagem

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s